Quarta-feira, 29 de Junho de 2005

Cada lugar teu

'Sei de cor cada lugar teu
Atado em mim, a cada lugar meu
Tento entender o rumo que a vida nos faz tomar
Tento esquecer a mágoa
Guardar só o que é bom de guardar

Pensa em mim, protege o que eu te dou.
Eu penso em ti e dou-te o que de melhor eu sou,
Sem ter defesas que me façam falhar
Nesse lugar mais dentro
Onde só chega quem não tem medo de naufragar.

Fica em mim que hoje o tempo dói
Como se arrancassem tudo o que já foi
E até o que virá e até o que eu sonhei
Diz-me que vais guardar e abraçar
Tudo o que eu te dei.

Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
E o mundo nos leve pra longe de nós
E que um dia o tempo pareça perdido
E tudo se desfaça num gesto só

Eu Vou guardar cada lugar teu
Ancorado em cada lugar meu
E hoje apenas isso me faz acreditar
Que eu vou chegar contigo
Onde só chega quem não tem medo de naufragar.'

Mafalda Veiga
colunamusica07.gif
Guardado por zephira às 22:24
| comentar | ver comentários (3)
Segunda-feira, 27 de Junho de 2005

A Criança com deficiência

'Esta criança esquálida,
De riso obsceno e olhares alucinados,
Nunca apertou nas mãos a fria face pálida,
Nunca sentiu, na escada, as botas dos soldados,
Nunca enxugou as lágrimasque aniquilam e esgotam,
Nunca empalideceu com o metralhar dum tanque,
Nem rastejou num sotão,
Nem se chama Anne Frank.
Nunca escreveu diário nem nunca foi à escola,
Nem despertou o amor dos editores piedosos.
Nunca estendeu as mãos em transes dolorosos,
A não ser nos primores da técnica da esmola.

Batem-lhe, pisam-na, insultam-na,
Sem que ninguém se importe.
E ela, raivosa e pálida,
Morde, estrebucha, cospe, odeia até à morte.

Pobre criança esquálida!
Até no sofrimento é preciso ter sorte.'

António Gedeão - Anti-Anne Frank
Guardado por zephira às 17:42
| comentar
Quinta-feira, 23 de Junho de 2005

...

O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."

Fernando Pessoa
Guardado por zephira às 14:47
| comentar | ver comentários (3)
Sábado, 18 de Junho de 2005

Mudanças

'Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.
Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.
O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.
E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.'

Luís de Camões

Guardado por zephira às 23:24
| comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 13 de Junho de 2005

Rio de silêncio

Eugenio de Andrade.JPG

'Surdo, subterrâneo rio de palavras
Me corre lento pelo corpo todo;
Amor sem margens onde a lua rompe
E nimba de luar o próprio lodo.

Correr do tempo ou só rumor do frio
Onde o amor se perde e a razão de amar
Surdo, subterrâneo, impiedoso rio,
Para onde vais, sem eu poder ficar?'

Eugénio de Andrade

(Mais palavras do poeta aqui, aqui e aqui.)
Guardado por zephira às 22:41
| comentar | ver comentários (2)
Sexta-feira, 10 de Junho de 2005

Carta

Não falei contigo com medo que os montes
E vales que me achas caíssem a teus pés...
Acredito e entendo que a estabilidade lógica
De quem não quer explodir faça bem ao escudo que és...
Saudade é o ar que vou sugando e aceitando
Como fruto de Verão nos jardins do teu beijo...
Mas sinto que sabes que sentes também
Que num dia maior serás trapézio sem rede
A pairar sobre o mundo e tudo o que vejo...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro
Que a minha bola de cristal é folha de papel
Nela te pinto nua,
Nua, numa chama minha e tua.

Desconfio que ainda não reparaste
Que o teu destino foi inventado por gira-discos estragados
Aos quais te vais moldando...
E todo o teu planeamento estratégico de sincronização do coração
São leis como paredes e tetos cujos vidros vais pisando...
Anseio o dia em que acordares por cima de todos
Os teus números raízes quadradas de somas subtraídas
Sempre com a mesma solução...
Podias deixar de fazer da vida um ciclo vicioso
Harmonioso ao teu gesto mimado e à palma da tua mão...

Desculpa se te fiz fogo e noite sem pedir autorização por escrito
Ao sindicato dos Deuses, mas não fui eu que te escolhi.
Desculpa se te usei como refúgio dos meus sentidos
Pedaço de silêncios perdidos que voltei a encontrar em ti...

É que hoje acordei e lembrei-me
Que sou mago feiticeiro...
...nela te pinto nua
Nua, numa chama minha e tua.

Ainda magoas alguém
O tiro passou-me ao lado
Ainda magoas alguém
Se não te deste a ninguém
Magoaste alguém
A mim... passou-me ao lado.'

Toranja
colunamusica07.gif
Guardado por zephira às 22:56
| comentar
Domingo, 5 de Junho de 2005

Luar

noite.bmp
'Lentamente, a noite fixa no seu lugar, nos objectos, nas casas, no céu, e o dia a envolvê-la como uma capa de luz cinzenta. Esta manhã lunar. Esta manhã que é uma manhã e que é ainda a noite. A lua neste céu branco. Pouso as pálpebras sobre os olhos. Vapor, nevoeiro. Os teus olhos eram um caminho. Os teus cabelos eram talvez um horizonte. Não sei como acreditámos que as palavras eram simples. Sonhávamos e enganámo-nos. Sorrindo, mergulhávamos os lábios no veneno quando pensámos que bebíamos o antídoto.'

José Luís Peixoto in Lunar, Antídoto

Guardado por zephira às 15:59
| comentar | ver comentários (3)
Sexta-feira, 3 de Junho de 2005

Obsessão

‘Não há maior prisão do que a nossa cabeça e o nosso coração, se não os virarmos para o mundo, se não percebermos que os outros são mais importantes do que nós.’

Margarida Rebelo Pinto, in Pessoas Como Nós
Guardado por zephira às 17:57
| comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 1 de Junho de 2005

Criança hoje, adulto amanhã...

'A criança que vive com afeição aprende a amar;
A criança que vive com estímulo aprende a confiar;
A criança que vive com a verdade aprende a ser justa;
A criança que vive com o elogio aprende a dar valor;
A criança que vive com a generosidade aprende a repartir;
A criança que vive com o saber aprende a conhecer;
A criança que vive com a paciência aprende a ser tolerante;
A criança que vive com a felicidade conhecerá o amor e a beleza.'

Ronald Russel - Lições de vida
Guardado por zephira às 23:35
| comentar
Hoje  é 

'Cada palavra é uma semente' - S. Tamaro



Pele - Pólo Norte

Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
24
25
26
27
28
29
30
31

Palavras Recentes

Sonho

Recomeçar

Um dia

Para ser grande sê inteir...

Scent of a woman

Feliz Natal

É a vida...

...

Perdoar

...

Palavras Passadas

Agosto 2013

Junho 2012

Abril 2008

Março 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

blogs SAPO

subscrever feeds