1 comentário:
De Anónimo a 2 de Julho de 2005 às 14:53
Partido Socialista matou o aborto

A maioria parlamentar na sssembleia constituida pelos deputados do Partido Socialista acabaram de vez com as expectativas de quem acreditava numa eventual lei de despenalização da interrupção voluntária da gravidez.

Tenta agendar referendo entre as eleições autárquicas e as eleições presidenciais.

Isto para desviar as atenções dos portugueses do tema central que tanto tem afectado o governo e tambem para descargar de responsabilidades nesta matéria que divide tanto.

Normalmente a abstenção nos actos eleitorais ronda os 40%, basta portanto os objectores de consciencia tambem não comparecer ao voto , para que a abstenção seja uma vitoria do Não.

Assim a assembleia da Républica deixa de ter argumentos para agendar discussão politica da matéria e o Partido Socialista safar-se de cumprir mais uma promessa eleitoral.

Logo que sª exª sr presidente da Républica aceite a data do referendo , ( caso venha a acontecer) , haverá campanha de sms cujo slogan é :

"Vamos abortar o aborto sem sair de casa.
a ABSTENÇÃO SERÁ A VITORIA DO NÃO".
---------------------------------------------------


Aguardamos todos pela decisão do sr presidente.


Mais informações em :

http://www.my-forum.org/foros.php?id=15506
Denunciador
</a>
(mailto:amadoran@sapo.pt)

Comentar post