Sexta-feira, 25 de Março de 2005

Ausência

ausencia.png
'Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
Que rio e danço e invento exclamações alegres,
Porque a ausência, essa ausência assimilada,
Ninguém a rouba mais de mim.'

Carlos Drummond de Andrade
Guardado por zephira às 17:24
| comentar
2 comentários:
De Anónimo a 28 de Março de 2005 às 14:56
Muito bem.offusca
</a>
(mailto:offusca@sapo.pt)
De Anónimo a 26 de Março de 2005 às 23:59
Nc tnh visto a ausencia dessa forma, mas pensando nisso,faz todo o sentido... jksMalucaResponsavel
(http://malucaresponsavel.blogs.sapo.pt)
(mailto:claudiageiroto@hotmail.com)

Comentar post